Notícias do projeto



Olá, pessoal.

Em função do adiamento da volta às aulas, para o dia 17 de agosto,  as atividades do Projeto Decolar também foram adiadas.

Estamos entrando em contato com todas as escolas do projeto, a fim de agendar a melhor data para a retomada das atividades dos grupos de voluntários fixos e itinerantes.

Já temos novos uniformes, as caixas de brincadeiras de cada escola estão prontas e estamos preparando uma programação muito legal de oficinas de capacitação!

Voltaremos com força total!!!

Enquanto isso, acompanhem as novas brincadeiras para brincar no recreio que temos postado aqui no blog.

Jovens voluntários nas aulas de informáticaA professora de educação física Giane Gonçalves de Sales Falseti, da EE Ephigênia Cardoso Fortunato, localizada na cidade de Bariri (a 330 km de São Paulo), conheceu o Projeto Decolar, durante uma premiação em Brasília, e se encantou com a proposta.

A educadora, que já desenvolvia desde 2007 o projeto “Quem acredita sempre alcança” com foco na inclusão de pessoas deficientes, decidiu expandir a proposta e convidar seus alunos a se envolverem também numa ação voluntária.

Neste ano, 33 alunos do Ensino Médio da escola passaram a desenvolver atividades junto aos jovens atendidos pela APAE da cidade. Todas as semanas, na entidade, os alunos promovem atividades de recreação, como jogos, gincanas e festas. Além disso, os alunos da APAE participam de aulas de informática desenvolvidas na escola Ephigênia oferecidas pelos voluntários.

Agora, os jovens estão envolvidos na elaboração de uma campanha para a arrecadação de computadores a fim de montarem uma sala de informática também na APAE.

Segundo Giane, os resultados do projeto já são diversos. “Os jovens estão mudando de postura. Estão mais preocupados uns com os outros. Outro dia, por exemplo, um aluno me disse que agora não vê mais diferença entre eles”, conta a professora, destacando que, a cada dia, são descobertos novos aprendizados. “Isso me dá energia para continuar. Estou aprendendo muito também”.

A professora convida a todos os jovens do Projeto Decolar a conhecerem mais de perto a proposta e mandarem seus recados para os colegas voluntários. Para isso, basta acessar o blog do projeto: quemacreditaephigenia.blogspot.com. Participem!

Voluntárias Beatriz Paula Alcântara e Paloma Dias da Silva: Agentes do BrincarO Projeto Decolar promoveu ontem, dia 02 de julho, um encontro de encerramento das atividades deste semestre, com a participação dos voluntários itinerantes da Escola Estadual Hadla Feres e seus familiares. O encontro foi realizado na própria escola , uma das seis em que o projeto acontece.

A proposta foi apresentar aos pais os resultados da iniciativa, discutir as ações do próximo semestre e fazer a entrega dos certificados aos jovens.

Neste ano, cerca de 40 voluntários itinerantes e fixos, estudantes dos últimos anos do Ensino Fundamental e também do Ensino Médio, participam do projeto, promovendo atividades lúdicas e brincadeiras com crianças de 1ª a 4ª série, durante o horário de intervalo ou aos finais de semana nas escolas. Para desenvolver as ações, os jovens participaram de oficinas de capacitação sobre voluntariado e também ampliaram o seu repertório a respeito de brincadeiras infantis.

Voluntários itinerantes da Escola Hadla FeresEraldo Firmino, professor responsável por acompanhar os jovens nas atividades, destacou a contribuição dos jovens voluntários na promoção de melhorias nas escolas. “O projeto nos mostra a cada dia que é possível mudar algumas situações no ensino. E as escolas precisam de novas perspectivas para o seu trabalho”, ressaltou aos presentes.

Na opinião de Josilene Moreira da Silva, mãe da jovem Tamires Pereira Barboza, o envolvimento dos jovens em trabalhos voluntários é fundamental para a formação do caráter e identidade dos mesmos, principalmente pela possibilidade de convivência com outras pessoas. “A Tamires adora crianças e, com o projeto, se tornou mais comunicativa. Ela aproveitou bastante”.

Voluntária Tamires e a mãe JosileneAs atividades do Decolar serão retomadas no mês de agosto, após as férias escolares. E os jovens já fazem planos, como Patrícia Deodato da Silva, que espera poder colaborar com a diminuição da violência nas escolas, por meio das atividades. “É muito gratificante poder ajudar. Afinal, todos dizem que as crianças são o futuro, não são?”, ressaltou a jovem, que está motivada a conquistar bons resultados com o trabalho.

Os jovens voluntários da EE Profª Cecília da Palma Valentim Sardinha produziram um vídeo sobre o projeto em sua escola.

Assista agora mesmo, clicando aqui.

menino-filmando-com-logo-copy1

Os jovens voluntários Bruno Batista e Ivanildo Brito de Oliveira, alunos da EE Adalberto Mecca Sampaio, participaram no Projeto Decolar em 2008 e, por gostarem muito de brincar com as crianças, decidiram continuar mais uma vez este ano no projeto. Os dois jovens participaram então de uma entrevista para o Blog Decolar para falar mais um sobre o Decolar e também sobre as suas participações. Veja só:

Bruno: Para mim, o projeto é muito interessante. Eu adoro crianças e brincar com elas é tudo de bom. Quando estou com as crianças me sinto igual quando tinha meus 7 anos de idade. Sinto muitas saudades desse tempo porque naquela época era tudo diferente: eu podia brincar, não existia toda essa violência. Mas, muitas coisas mudaram. Hoje, eu ensino as brincadeiras que praticava quando tinha a idade delas e me sinto muito bem por continuar no projeto.

Ivanildo: O projeto significa muito para mim hoje. É um ótimo jeito de se conviver com pessoas e de mostrar tudo o que aprendi quando era criança. Além disso, eu aprendo brincadeiras e muitas coisas com as crianças. Hoje, sou muito conhecido por ajudar na escola, tanto no projeto, quanto no grêmio estudantil.

Next Page »