Vamos brincar de “Pega-pega”?



82793250

Olá, amigos.

Vejam que bacana estas dicas da professora Adriana Friedmann para a a tradicional brincadeira de pega-pega (site Como Tudo Funciona - link) . Algumas variações, como o Pac-Man, são bem diferentes! As crianças devem adorar!

Lembre-se sempre: pega-pega é o tipo de brincadeira onde quer perde (aquele que é “pegado”), sempre ganha (vira o “pegador”).

Boa diversão!

Uma das mais antigas e tradicionais brincadeiras de criança, o pega-pega pode ser brincado em qualquer lugar. Existem muitas maneiras de brincar, mas as regras são simples: um corre, o outro tenta pegar. Rapidez e agilidade são alguns dos requisitos para se dar bem nesta brincadeira.

Quantos jogadores: pelo menos três.

Onde se brinca: Este é um jogo para se brincar ao ar livre. Os melhores lugares são quadras, galpões e ruas sem movimento.

Regras:
Uma criança será o pegador ou caçador, e as outras, os fugitivos. Os participantes combinam as regras no início, decidindo o que servirá de proteção contra o pegador (chamada de pique, que pode ser um local, uma posição ou uma ação), o que será considerado ser pego e qual é o castigo para quem for pego.

Algumas das formas de brincar: (more…)

Olá, pessoal.

Hoje vamos brincar de pega-pega americano ou pega-pega gelo.

Brinca-se assim:

  • As crianças devem escolher um pegador e delimitar o espaço da brincadeira.
  • Como nos demais tipos de pega-pega, todos fogem do pegador.
  • Aquele que for pego deve parar - ou congelar - no lugar em que estiver.
  • Um outro jogador pode vir salvá-lo, passando por baixo de suas pernas.
  • Aquele que estiver salvando um colega não pode ser pego.
  • Aquele que for pego 3 vezes vira o novo pegador.

As brincadeiras de pega-pega são muito apreciadas pelas crianças.

Repare: diferente dos jogos competitivos, em que sempre há ganhadores e perdedores, nas brincadeiras de pega-pega só há ganhadores, pois aquele que for pego num rodada torna-se o “poderoso” pegador na rodada seguinte!

Boa diversão!!!

Acorda Urso é uma brincadeira de pega-pega muito divertida. Quem nos ensinou foi a nossa amiga Malú (clique aqui para saber mais sobre ela).

Brinca-se assim:

  • As crianças devem escolher um pegador, que será o urso.
  • O urso deve se ajoelhar, esconder o rosto no chão e ficar bem parado. Como se estivesse dormindo.
  • As crianças devem se aproximar e chamá-lo, dizendo: “Acorda, urso! Acorda, urso!”
  • Quando o urso acordar, o pega-pega começa.
  • Quem for pego, vira urso, na próxima rodada.

A brincadeira fica mais divertida quando o urso acorda bravo. Ao som dos seus rugidos, todos fogem assustados!

Olá, pessoal.

Hoje vamos brincar de Corre cotia. É uma brincadeira de pega-pega em forma de ciranda. As crianças adoram. Até mesmo as pequenas, de 5 ou 6 anos, conseguem brincar.

Para começar, vamos precisar de um lenço ou um pedaço de pano. Brinca-se assim:

1. As crianças formam uma roda e sentam no chão, menos uma.

2. A criança que sobrou corre pelo lado de fora da roda com o lenço na mão, ao ritmo da ciranda:

Corre cotia
Na casa da tia
Corre cipó
Na casa da avó

Lencinho na mão
Caiu no chão
Moça(o) bonita(o) do meu coração

Criança: Posso jogar?
Roda: Pode!
Criança: Ninguém vai olhar?
Roda: Não!

3. Neste momento, as crianças da roda abaixam a cabeça e tapam os olhos com as mãos. A criança que está fora da roda deixa cair o lencinho atrás de alguma outra que esteja sentada. Quando esta perceber, começa o pega-pega entre as duas. Quem está com o lenço é o pegador. O lugar vazio da roda é o pique.

4. Quem perder, fica fora da roda (ou dentro) e a brincadeira recomeça.

Corre cotia é uma brincadeira que praticamente todo mundo conhece ou já brincou um dia. Naturalmente, em cada lugar, as crianças cantam a ciranda de um modo diferente. Um jeito mais bonito que o outro:

Corre cotia, de noite e de dia
Debaixo da cama, da sua tia…

Às vezes, cantam:

Lencinho branco caiu no chão…

É isso. Boa diversão!

Leia também:

Olá, pessoal.

Continuando o assunto do post anterior, hoje vamos falar sobre algumas variações da brincadeira Coelho na Toca.

Variação 1

Em vez de formar tocas usando 2 crianças com as mãos dadas, você pode desenhar círculos de giz no chão. Ou usar bambolês. Assim, todas as crianças brincam como coelhos. Esta variação é boa quando o grupo de crianças é pequeno.

Variação 2

Esta é bem parecida com a anterior. Desenhe círculos de giz no chão e coloque números dentro (de 1 a 4, por exemplo),  representando a quantidade de coelhos que cabem em cada toca. Ao comando do coelho solitário (”Coelho na toca!”), as crianças devem deixar suas tocas e buscar outras, compondo grupos conforme o número desenhado no chão. Essa variação é bem desafiadora para as crianças pequenas!

Variação 3 - Terremoto!

Esta é boa para brincar com adolescentes, jovens e adultos!

  • Forme grupos de 3 pessoas, menos uma (o “morador sem casa”).
  • Nos grupos, duas pessoas, de frente, dão-se as 2 mãos e formam uma “casa”. A outra pessoa, é o “morador” e deve ficar dentro da “casa”.
  • O “morador sem casa”, obviamente não tem casa, mas pode dar diversos comandos e buscar um lugar, como “casa” ou “morador”.
  • Se disser: “Morador!”, os moradores devem trocar de lugar.
  • Se disser: “Casa!”, as casas devem trocar de lugar, menos os moradores.
  • Mas, se disser: “Terremoto!”, todos devem mudar de posição, fazendo um grande terremoto. Essa é a parte mais engraçada da brincadeira!

O único detalhe, é combinar previamente o que fazer quando forem formadas 2 casas sem nenhum morador dentro. Depois, é só brincar.

E aí, você conhece uma outra variação dessa brincadeira? Escreva para nós!